segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

POR TERES TOCADO NO UNGIDO DO SENHOR, FICARÁS MUDO (2)


Baseado em postagem feita pelo pr. Renato Vargens em seu Blog

Os adeptos da "teologia da prosperidade" tem feito uma verdadeira lavagem cerebral na cabeça do povo de Deus. Há pouco, fiquei sabendo de um amigo que, por se manifestar contra os propagadores da confissão positiva, foi amaldiçoado por um "profeta gospel" que lhe disse: “― Por teres falado mal do servo do Senhor, ficarás mudo até que se arrependa de ter tocado no ungido de Deus!”.

Ora, é claro que ele não ficou mudo coisa nenhuma, até porque o Evangelho de Cristo não possui nenhuma similaridade com a macumba! Ademais, a Escritura é clara quando afirma que "praga nenhuma chegará à tua tenda” (Sl 91:10; Nm 23:8, 23), e o Evangelho afirma mais categoricamente ainda sobre o assunto quando Tiago, o irmão do Senhor Jesus, discorrendo sobre a língua e os seus pecados,  fala que  ...a língua... está cheia de peçonha mortal. Com ela bendizemos a Deus, o Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus; De uma mesma boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não convém que isto se faça assim”. (Tg 3:8-10).

O fato é que virou lugar-comum entre os “cristãos” que professam a “teologia da prosperidade” lançar maldições e pragas contra os seus opositores (ou os opositores dos seus "ídolos"), qualquer um que tente desmascarar os artifícios desta famigerada teologiazinha. Na verdade, se trata da última e desesperada bravata daqueles que não têm argumentos bíblicos para justificar seus desmandos doutrinários, e apelam para estes expedientes de medo e terror no afã de calar a boca dos que desmascaram suas más obras, expondo-as à luz da Palavra de Deus. Neste aspecto, o próprio Senhor Jesus afirma que "todo aquele que faz o mal aborrece a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas, mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus" (Jo 3:20-21). 

Em suma, os adeptos da “teologia da prosperidade” estão agora ensinando a “teologia do medo”. Esta prática de "terrorismo góspel", até onde nos consta, começou com o exmo. sr. dr. pr. Benny Hynn, que em alguns de seus programas nos Estados Unidos lançou maldições contra aqueles que lhe teciam críticas, inclusive ameaçando filhos e netos com maldições, num claro desconhecimento bíblico de que os filhos não pagarão pelos pecados dos seus pais, mas sim cada qual pagará pelo seu pecado (Jr 31:29-30; Ez 18:1-3, 20). Há pouco tempo, um representante tupiniquim amaldiçoou o apresentador de tevê Carlos Massa, o Ratinho, por ele ter questionado seus métodos de pedir dinheiro...

Estes "grandes profetas" estão confundindo Evangelho com alguma outra coisa que ainda não consegui identificar o que é... O genuíno Evangelho é muito diferente do que eles pensam e praticam, em todos os aspectos. No famoso sermão da montanha, Jesus Cristo ensinou que devemos agir de forma completamente diferente de como agem estes senhores: “Ouvistes que foi dito: amarás o teu próximo, e aborrecerás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: Amai os vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; Para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus; porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos. Pois, se amardes os que vos amam, que galardão havereis? não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis demais? não fazem os publicanos também assim? Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus” (Mt 5:43-48).  Paulo também orienta os crentes nesta aspecto: “Abençoai aos que vos perseguem; abençoai e não amaldiçoeis” (Rm 12:14).

Eles devem estar confundindo as coisas e associando as coisas confundidas com a experiência de Paulo apóstolo por ocasião em que evangelizava o procônsul Sérgio Paul, narrado no livro de Atos: E, havendo [Paulo e Barnabé] atravessado a ilha até Pafos, acharam um certo judeu mágico, falso profeta, chamado Bar-jesus, o qual estava com o procônsul Sérgio Paulo, varão prudente. Este, chamando a si Barnabé e Saulo, procurava muito ouvir a palavra de Deus. Mas resistia-lhes Elimas, o encantador (que assim se interpreta o seu nome), procurando apartar da fé o procônsul. Todavia, Saulo, que também se chama Paulo, cheio do Espírito Santo, e fixando os olhos nele, disse: Ó, filho do diabo, cheio de todo o engano e de toda a malícia, inimigo de toda a justiça, não cessarás de perturbar os retos caminhos do Senhor? Eis aí, pois, agora, contra ti, a mão do Senhor, e ficarás cego, sem ver o sol, por algum tempo. E no mesmo instante a escuridão e as trevas caíram sobre ele, e, andando à roda, buscava quem o guiasse pela mão. Então o procônsul, vendo o que havia acontecido, creu, maravilhado da doutrina do Senhor” (At 13:6-12).

Querido “ungido”, a situação é completamente diferente...

Em primeiro lugar, Paulo e Barnabé pregavam o VERDADEIRO EVANGELHO. Elimas (ou Bar-jesus) resistia-lhes com a mentira do paganismo, ao passo que o homem que você amaldiçoou te resistia com a verdadeira Palavra de Deus, a qual você deturpava e deturpa. O próprio Deus, em Sua Palavra, nos ordena a resistir contra pessoas que distorcem o Evangelho. Paulo, escrevendo a Tito, menciona estas pessoas e a ordem de resistência contra elas: “Retendo firme a fiel palavra, QUE É CONFORME A DOUTRINA, para que seja poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para CONVENCER OS CONTRADIZENTES. Porque há muitos desordenados, faladores vãos e enganadores, principalmente os da circuncisão, AOS QUAIS CONVÉM TAPAR A BOCA, homens que transtornam casas inteiras, ensinando o que não convém, por torpe ganância” (Tt 1:9-11 - grifos meus).

Paulo não defende a si mesmo, e sim à doutrina. Você, por sua vez, amaldiçoou no intuito de defender-se a si mesmo, seus desmandos, sua suposta “unção” e seu direito de permanecer inquestionável e intocável;

A prova de que a unção de Deus estava sobre Paulo é que conforme ele lançou juízo sobre Elimas, aconteceu. No seu caso, o fato de não acontecer nada já deve demonstrar até onde vai a tua “unção”...

Repetimos, para encerrar, aquilo que já dissemos muitas vezes: quando se trata das Escrituras, da sã doutrina, ELA é que é INTOCÁVEL. Os supostos “ungidos” que a deturpam e a ensinam assim, deturpada a seu bel prazer e por torpe ganância, devem ser severamente confrontados com as Escrituras e resistidos até as últimas instâncias ― sempre no campo de debate teológico! ―, para que, eles sim, se arrependam e voltem ao caminho do verdadeiro Evangelho de Cristo!

Que Deus tenha misericórdia de seu povo!

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. É irmão Zilton, esses neopentecostais bem como o mundo gospel também em nada acrescentou ao Cristianismo brasileiro, a não ser uma geração de ovelhas fãs, raquíticas,alienadas, defrmodadas e conformadas com esse mundo que jaz no maligno.

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita ao meu blog. Fique a vontade para comentar os arquivos aqui postados. Eis as regras:

1. Aqui se criticam IDEIAS e ATITUDES ERRADAS, e não PESSOAS. Se você está a fim de criticar pessoas, seu lugar não é aqui.

2. Pode discordar a vontade das minhas ideias e postagens. Eu não sou o dono da verdade, e quero aprender com você. Mas quando o fizer, use linguagem respeitosa, apresente embasamento bíblico dentro do contexto, e/ou uma argumentação lógica e equilibrada;

3. Identifique-se, pois dificilmente eu publicarei postagens anônimas, exceto as que eu achar convenientes e pertinentes;

4. Não xingue! Não use palavras de baixo calão! Não me venha com frases burras do tipo "não toqueis nos ungidos", "não julgue para não ser julgado",e outros argumentos bestas, de quem não tem argumentação e quer calar os opositores na marra. Não me dobro diante de argumentos desta qualidade!

5. Não toque no passado das pessoas, seja o meu ou de quem quer que seja, com o intuito de tentar desmoralizar, mesmo que sejam as pessoas que eu estou criticando!. Eu tenho um passado podre, se vc não sabe, mas ele está debaixo do sangue de Jesus, e nenhuma condenação há para mim. O mesmo se aplica a qualquer um, mormente aqueles que já afirmaram ter se arrependido.

Deus te abençoe!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.